Portugal é o 2º país do mundo com mais vítimas de Phishing

Portugal é o 2º país do mundo com mais vítimas de Phishing

Com 19,73% do total de ataques a nível mundial, de acordo com o Relatório da Kaspersky

 

O ano de 2020 foi marcado pela transição massiva para o teletrabalho e comunicações online. Tudo isto se refletiu nas estatísticas de ataques por spam e phishing em todo o mundo.

De acordo com a Kaspersky, Portugal foi um dos países que mais sofreu com este tipo de ciberataque: segundo o relatório, com 19,73% do total de ataques a nível mundial, aparecendo em segundo lugar com mais vítimas de phishing, a nível global.

Em 2020 foram identificados cerca de 430 milhões de tentativas de ataques de phishing, segundo o mais recente relatório da Kaspersky, com o Brasil a liderar, novamente, a tabela dos países com maior número de vítimas afetadas (19,94%).

Contudo, os indicadores de ambos os países baixaram, relativamente ao ano de 2019. Neste período, o Brasil apresentava mais dez pontos percentuais e Portugal mais seis.

O relatório mostra ainda que França - que não aparecia no top 10 desde 2015 – atingiu o terceiro lugar (17,90%) e que a Venezuela, o país líder em 2019 (e que liderou também o ranking nos dois primeiros trimestres de 2020), caiu para oitavo lugar.

Com a pandemia da COVID-19, os cibercriminosos utilizaram o tema como isco para difundir os seus ataques e, segundo os especialistas da Kaspersky, esta tendência irá permanecer em 2021.

Este ano, podemos ainda esperar um aumento dos ataques contra o setor empresarial, devido à realidade cada vez mais premente do teletrabalho. Da mesma forma, os utilizadores de aplicações e sistemas de mensagens devem permanecer atentos, pois é provável que a quantidade de spam e phishing direcionada a dispositivos móveis também aumente.

 

Tome medidas para proteger a sua empresa!

O novo coronavírus mudou os hábitos de milhões de pessoas em todo o mundo, incluindo o lugar a partir de onde trabalham.

Contudo, apesar desta situação, não convém esquecer a cibersegurança – os cuidados com os dados e dispositivos devem ser os mesmos que teria no local de trabalho.

 

CONTACTE-NOS! 

 

Fontes: IT Insight

IT Channel