Informática na Cloud: Vale a pena investir?

Descubra os motivos que levam as empresas a optar pelos serviços de informática na Cloud

 

Os mercados estão cada vez mais exigentes e diversos, mas o futuro das empresas só se move numa direção: a transformação digital.

Se há pouco mais de 10 anos atrás para as empresas consiguirem ter um bom suporte tecnológico significava um grande investimento em parques tecnológicos robustos com infraestruturas de TI de alta performance, hoje em dia, com todos os avanços tecnológicos que testemunhamos nesta última decada, as empresas consiguem ter acesso a recursos de informática na Cloud bastante complexos, recorrendo a serviços informáticos que para além de serem cada vez mais avançados, são também altamente seguros e estão cada vez mais baratos.

 

Cloud

Cloud é uma metáfora para uma rede global. Um termo utilizado para descrever uma rede global de servidores, cada um deles com uma função única. De uma forma simplificada, a Cloud é composta por uma rede vasta de servidores remotos em todo o mundo que estão interligados e que devem funcionar como um ecossistema único. Estes servidores armazenam e fazem a gestão de dados, executam aplicações ou fornecem conteúdos ou um serviço.

A nova forma de como as empresas encaram os recursos informáticos denomina-se como a informática na cloud, termo que reflete esta a grande mudança no fornecimento de serviços informáticos, para disponibilizar mais rapidamente inovação, recursos flexíveis e poupanças no dimensionamento da estrutura. No lugar da aquisição e manutenção de equipamentos veio a contratação do uso de máquinas e de soluções disponibilizadas na nuvem, com um conjunto de serviços integrados que abrangem servidores, armazenamento, bases de dados, redes, softwares, entre outros. Na prática, em vez de as empresas acederem aos ficheiros e dados a partir de um computador local ou pessoal, acedem via online a partir de um dispositivo com Internet e a informação estará disponível onde quer que estejam e em qualquer altura.

 

Quais os motivos que levam as empresas a recorrer aos serviços de informática na cloud?

 1. Custo

A informática na cloud elimina os gastos relativos à compra de hardware e de software, assim como de configuração e execução de data-centers no local. As empresas pagam apenas pelos serviços cloud que utilizam, o que ajuda a reduzir os custos de funcionamento, e deixam de existir todo o tipo de despesas relacionadas com servidores e respetivo espaço de condicionamento como eletricidade para fornecimento de energia e refrigeração (24 horas por dia, sete dias por semana), assim como os recursos dispendidos com especialistas em TI para gerir a infraestrutura.

 

2. Velocidade

A maioria dos serviços de informática na cloud são fornecidos como self-service e a pedido, pelo que até mesmo enormes quantidades de recursos informáticos podem ser aprovisionadas em minutos, geralmente de forma bastante simples, proporcionando às empresas muita flexibilidade e retirando-lhes a pressão do planeamento da capacidade.

 

3. Produtividade

Os maiores serviços de informática na cloud funcionam numa rede mundial de datacenters seguros, que são atualizados regularmente para a última geração de hardware informático rápido e eficiente. É também comum os datacenters no local exigirem muitas “montagens e empilhamentos” relacionados com configuração de hardware, aplicação de patches a software e outras tarefas de gestão tradicionalmente morosas. A informática na cloud acaba com a necessidade de muitas destas tarefas, pelo que as equipas de TI podem dedicar-se a objetivos comerciais mais importantes.

 

4. Segurança

Muitos fornecedores de cloud disponibilizam um vasto conjunto de políticas, tecnologias e controlos que reforçam a sua postura de segurança a nível global, o que ajuda a proteger os seus dados, aplicações e infraestrutura de potenciais ameaças.

 

5. Escalabilidade

Os benefícios dos serviços de informática na cloud incluem a a infraestrutura de forma mais eficaz e dimensionar à medida que a empresa precisa de mudar. Isso traduz-se em fornecer a quantidade certa de recursos de TI. Como por exemplo, mais ou menos poder de informática, armazenamento ou largura de banda, no exato momento em que são necessários e a partir da localização geográfica certa.

 

Tipos de implementações na cloud: pública, privada e híbrida

As clouds públicas são detidas e operadas por fornecedores de serviços cloud externos, que disponibilizam os respetivos recursos informáticos, como servidores e armazenamento através da Internet. O Microsoft Azure é um exemplo de cloud pública. Nas clouds públicas, o hardware, o software e as outras infraestruturas de apoio são detidos e geridos pelo fornecedor de serviços cloud. O acesso a estes serviços e a gestão da sua conta são feitos através de um browser.

Cloud privada refere-se aos recursos de informática na cloud utilizados exclusivamente por uma única empresa ou organização. As clouds privadas podem estar localizadas fisicamente no datacenter no local das empresas. Algumas empresas também pagam a fornecedores de serviços externos para alojar as respetivas clouds privadas. Nas clouds privadas, os serviços e as infraestruturas são mantidos numa rede privada.

As clouds híbridas combinam as clouds pública e privada, vinculadas através de uma tecnologia que permite que os dados e as aplicações sejam partilhados entre elas. Ao permitir que os dados e as aplicações se movam entre clouds privadas e públicas, uma cloud híbrida dá à sua empresa mais flexibilidade e mais opções de implementação e ajuda a otimizar a infraestrutura existente, a segurança e a conformidade.

 

Tipos de serviços cloud

A maioria dos serviços de informática na cloud inserem-se em quatro amplas categorias: infraestrutura como serviço (IaaS), plataforma como serviço (PaaS), sem servidor, e software como serviço (SaaS). Conhecer os tipos de serviços e em que diferem permite-lhe atingir mais facilmente os seus objetivos empresariais.

 

A Microsoft e a informática na cloud

A Microsoft é um fornecedor global líder no mercado dos serviços de informática na cloud para empresas de todas as dimensões.  O Microsoft Azure fornece um conjunto de serviços cloud em expansão permanente que ajuda as organizações a enfrentarem os desafios empresariais, com liberdade para criar, gerir e implementar aplicações numa rede global em grande escala através das suas ferramentas e arquiteturas preferidas.

O Azure destaca-se pela segurança e a privacidade que estão incorporadas na plataforma, sendo que a Microsoft compromete-se com os mais elevados níveis de fiabilidade, transparência, conformidade com as normas e regulamentações, com o conjunto mais abrangente de ofertas de conformidade de qualquer fornecedor de serviços cloud.

 

Voltando à questão inicial deste artigo, se vale ou não a pena as empresas investirem na Cloud, a nossa resposta é que depende das necessidades e objetivos de cada empresa. Mas uma coisa é certa: é a opção mais segura e acessível.

Artigos Relacionados